Sudão: crianças que nascem com deficiência recebem tratamento

  • Depois de um ano de tratamento para o pé torto, o pequeno Yousif, de um ano de idade, poderá começar a caminhar normalmente. Continuará usando uma bota ortopédica para dormir de noite, durante os próximos dois anos, para garantir que o pé permaneça na posição normal.
    CC BY-NC-ND / CICV / Asia Kambal
  • Mãe e bebê recém operado por causa de um pé torto descansarão durante algumas horas em um quarto no centro Khartoum Cheshire Home. As famílias que não vivem em Cartum podem ficar mais tempo no quarto, se necessário.
    CC BY-NC-ND / CICV / Mohamed Nureldin
  • Os funcionários do centro Khartoum Cheshire Home fabricam as botas ortopédicas das crianças na oficina de ortopedia. A bota é colocada nos bebês afetados na última etapa do tratamento para manter o pé na nova posição.
    CC BY-NC-ND / CICV / Mohamed Nureldin
  • Enquanto o fisioterapeuta do CICV, Jesse Jake, ajusta o tamanho da bota ortopédica, o pequeno Mustafa, de sete meses de idade, brinca com ela. A bota manterá o pé de Mustafa na nova posição, devendo ser usada todos os dias durante 23 horas nos próximos três meses.
    CC BY-NC-ND / CICV / Mohamed Nureldin
  • Depois de uma intervenção de dez minutos, o anestesista Joseph Ator Camilo examina um bebê antes de entregá-lo à família.
    CC BY-NC-ND / CICV / Mohamed Nureldin
  • Omer e sua irmã gêmea Samar vivem no estado de Al-Jazeera, a duas horas de ônibus do centro Khartoum Cheshire Home. Samar não tem o pé torto, mas Omer sim. Assim, um dos gêmeos pode sair para brincar e o outro não. O fisioterapeuta esticou o pé de Omer até à sua posição normal e logo o imobilizou com um gesso. No próximo ano, Omar poderá caminhar e brincar com a irmã.
    CC BY-NC-ND / CICV / Mohamed Nureldin
  • Nosso fisioterapeuta, Jesse Jake, e a chefe do departamento de fisioterapia do centro Khartoum Cheshire Home, Halima Anur, colocam um gesso na perna de um bebê enquanto a mãe o distrai.
    CC BY-NC-ND / CICV / Mohamed Nureldin
04 janeiro 2017

Inclusive nos lugares afetados pelo conflito, as crianças que nascem com pé torto, um problema que as impede de caminhar normalmente, têm direito a receber assistência para superar esta condição. No centro Khartoum Cheshire Home, no Sudão, oferecemos capacitação e materiais ao programa de reabilitação para bebês que nasceram com pé torto. Alguns sorrisos dizem tudo.

Receba o boletim do CICV