Argentina

O CICV está presente na Argentina desde os anos 70. Colabora para a identificação de soldados argentinos não identificados sepultados no Cemitério de Darwin nas Ilhas Falkland/ Malvinas. Também incentiva a integração e promoção do Direito Internacional Humanitário (DIH) nas Forças Armadas e nos meios acadêmicos, e apoia e a Comissão Nacional de Aplicação do DIH. Além disso, coopera com a Cruz Vermelha Argentina.

Este país é coberto pela delegação regional: Brasil.
Notícias
Em números

Fatos e números

  • 358
    familiares de ex-combatientes argentinos visitaram seus túmulos nas Ilhas Falkland/Malvinas em 1991 pela primeira vez
  • 11.692
    prisioneiros de guerra foram visitados e cadastrados pelo CICV durante o conflito do Atlântico Sul
  • 800
    mensagens Cruz Vermelha foram entregues durante o conflito do Atlântico Sul
  • 11
    delegados expatriados do CICV, entre eles 3 médicos, trabalharam no conflito das Ilhas Falklands/Malvinas