Exposição – A falta que você faz

17 maio 2017

"Ter um filho desaparecido eu acho que é a pior coisa nesse mundo. A gente não sabe o que aconteceu, a gente não sabe se está morto, se está vivo. São 24 horas pensando nele. É uma experiência terrível." Dalva Campeoto, mãe de pessoa desaparecida.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) apresenta a exposição 'A falta que você faz', que retrata o duro cotidiano e as incertezas vividas – às vezes por décadas – pelos familiares de pessoas desaparecidas. São cerca de 40 imagens feitas pela fotógrafa Marizilda Cruppe e vídeos com depoimentos dos familiares. O público entrará em contato com um grave, porém pouco conhecido, problema humanitário que afeta pessoas e comunidades não só no Brasil, mas em todo o mundo.