Filme: É mais do que se vê

Filme: É mais do que se vê

Artigo 09 maio 2024 Brasil

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), com apoio institucional das Secretarias de Cultura e de Direitos Humanos do Estado do Ceará, organiza um evento no dia 21 de maio às 18h no Cineteatro São Luiz. Será exibido filme produzido pelo CICV, o curta-metragem realizado por jovens do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) e haverá uma roda de conversa com autoridades, pesquisadores, CICV e pessoas que participam do filme para debater ações e soluções para esta problemática.

O filme

"É mais do que se vê: os impactos invisíveis da violência armada". O que acontece quando uma pessoa desaparece, é forçada a se deslocar de sua comunidade, tem sua saúde mental abalada ou encontra dificuldades para acessar serviços públicos essenciais como unidades de saúde e escolas? O filme revela as consequências da violência armada a partir de seis histórias de vida e reúne especialistas e autoridades que abordam as ações em curso no Ceará para lidar com essa difícil realidade. (Duração: 54 minutos ).

O curta-metragem

"Uz Crias na Periferia" é um curta-metragem que conta a história da Maria Clara, uma jovem negra, estudante do Ensino Médio e moradora do Bom Jardim, periferia de Fortaleza. Ela convive diariamente com o racismo e, no enfrentamento diário dessa violência, ela, seu irmão Pedro e seus amigos provocam uma mudança na comunidade por meio da arte.

Roda de conversa

"Os impactos humanitários da Violência Armada" é uma roda de conversa que contará com a participação do chefe da Delegação Regional do CICV, Alexandre Formisano; a secretária de Direitos Humanos do Ceará, Socorro França; a secretária de Cultura do Ceará, Luisa Cela; o secretário Municipal de Educação, Jefferson de Queiroz Maia; o coordenador do Laboratório de Estudos da Violência da Universidade Federal do Ceará, Luiz Fábio Silva Paiva; e Girliany Costa, mãe de Douglas, jovem que está desaparecido desde 2019. Saiba mais aqui.

O evento É MAIS DO QUE SE VÊ

Dia: 21 de maio
Horário: 18h
Lugar: Cineteatro São Luiz - R. Major Facundo, 500 - Centro, Fortaleza
Entrada gratuita mediante apresentação de documento com foto.
Classificação indicativa: 14 anos.

Programação

18h – Acolhimento
18h30 – Exibição de curta-metragem: Uz Cria na Periferia (CCBJ)
18h45 – Exibição do filme: É mais do que se vê: os impactos invisíveis da violência armada (CICV)
19h45 – Apresentação artística
20h - Roda de conversa: Os impactos humanitários da Violência Armada.


 

"É mais do que se vê: os impactos invisíveis da violência armada" - histórias do filme*

*Alguns nomes foram trocados para preservar as identidades.