Moçambique

O CICV ajuda as pessoas afetadas por conflitos armados no norte de Moçambique através da distribuição de provisões de emergência muito necessárias e do apoio à subsistência das comunidades deslocadas e anfitriãs. Também melhoramos o acesso a cuidados de saúde e água, restabelecemos laços familiares, visitamos locais de detenção, promovemos o respeito pelo direito internacional humanitário e apoiamos a Cruz Vermelha de Moçambique.

Relatórios mais recentes
Em números

A resposta do CICV em 2021

  • 57 mil
    pessoas de comunidades deslocadas e residentes na província de Cabo Delgado receberam ajuda de emergência, incluindo lonas e artigos domésticos essenciais, sementes e ferramentas agrícolas, equipamento de pesca e assistência em dinheiro.
  • 10,9 mil
    retornados e deslocados em 13 escolas das províncias centrais foram beneficiados com o fornecimento de kits escolares. A doação de mobiliário a duas escolas beneficiou 672 alunos
  • 44.000
    pessoas tiveram o seu acesso à água melhorado com a construção de bombas manuais de água, novos furos e extensões da rede urbana no Norte de Moçambique
  • 223 mil
    pessoas das comunidades deslocadas e residentes foram beneficiadas pelo apoio a nove centros de saúde, incluindo a extensão das infraestruturas de sete deles nos distritos de Pemba, Ibo e Montepuez, na província de Cabo Delgado.
  • 44 mil
    pessoas na província de Cabo Delgado, incluindo no Arquipélago das Quirimbas, se beneficiaram com melhor acesso à água através da construção de bombas manuais de água, novos furos e extensões da rede urbana
  • 2.343
    pedidos de busca foram iniciados, e 190 chamadas telefónicas entre membros da família separados pelo conflito foram organizadas em conjunto com a Sociedade Nacional.
  • 500
    soldados das Forças Armadas de Defesa de Moçambique foram treinados em DIH, e 67 oficiais de esquadras de polícia em Pemba foram treinados em princípios humanitários básicos relacionados com o uso da força
  • 500
    kits com artigos domésticos essenciais foram doados à Cruz Vermelha de Moçambique (CVM) em Cabo Delgado para a seu stock de emergência