Página arquivada:pode conter informações antigas

Índia: escolas em Jammu e na Caxemira abrem caminho para a promoção dos princípios humanitários

28-08-2009 Reportagem

Dezenove escolas em Jammu e na Caxemira estão experimentando o programa "Explorando o Direito Humanitário" (EDH), cujo objetivo é ajudar aos jovens a integrarem os princípios humanitários em seu dia-a-dia. A coordenadora de comunicação do CICV, Stéphanie Bouaziz, conheceu alguns desses professores criativos e dedicados que encontram espaço em suas agendas ocupadas para promover os valores humanitários entre seus alunos.

 

    ©ICRC      
   
    Escola de Ensino Médio Ranvir, Jammu, Índia. Alunos em uma escola em Jammu apresentam uma peça teatral sobre "espectadores" durante as aulas de EDH.      
     

" Não esperava essa reação tão encorajadora das crianças. Tinha medo de que eles não fossem se importar com o assunto, mas o resultado foi tão positivo que queria ter uma sala de aula maior para poder receber todas as crianças que queriam participar " , explicou Manmeet Bali, treinador regional de EDH para o Estado. A professora entusiasmada e vivaz estava incontida enquanto explicava o impacto do curso sobre seus alunos com idades entre 13 e 18 anos. " Acredito que meu papel como professora é de ajudar os alunos a fazerem escolhas saudáveis para seu futuro. As escolhas podem evitar a violência e o comportamento de risco. Não podemos nos esquecer de que os alunos de hoje são os adultos de amanhã " .

O programa também está sendo usado nas escolas para meninas, onde foi muito bem aceito. O EDH teve um grande significado para Asha (14): " As brincadeiras eram esclarecedoras, porque raramente estamos em condições de discutir a violência que vemos ou sobre a qu al ouvimos falar. Gostei muito do jogo de interpretação, porque me ajudou a entender os pontos de vista de outras pessoas. O que aprendi não será útil apenas para mim, mas também será importante para quando eu tiver que educar meus filhos no futuro " .

 
    ©ICRC      
   
    Escola de Ensino Médio Ranvir, Jammu, Índia. Intensa discussão em grupo com a professora durante uma aula de EDH.      
     

  Ver o conflito sob uma perspective humanitária  

     

O programa de EDH promove os valores humanitários de uma maneira muito específica, na qual os professores deixam que os alunos se expressem livremente através de debates, apresentações teatrais, discussões abertas, etc.

" Acredito que esse exercício interativo tenha um grande impacto e ajude a desestressar as crianças quando elas discutem situações de conflito. Não há espaço para política nas salas de aula, só para questões humanitárias " , explicou Mohamed Rafi, ex-diretor de educação escolar na Caxemira.

Depois do sucesso do programa piloto, os professores de Jammu e da Caxemira querem que o programa de EDH cubra a maior quantidade de escola possível, de modo que possa alcançar todos os jovens em cada parte do Estado. Isso será possível quando o EDH for integrado no currículo escolar e se houver professores suficientes, que deverão ser treinados para usar o programa.

  Jammu e Caxemira, um pioneiro e um exemplo?  

Meenu Raghunathan, encarregada do CICV responsável pelo EDH na Índia, explicou que o programa piloto sobre EDH agora está nas mãos do Ministério de Educação, que consideraria a integração do programa no currículo escolar do nível médio. Jammu e a Caxemira representam papéis pioneiros no sul da Ásia, uma vez que este programa nunca havia sido aplicado na região. " Até que as autoridades possam assumir completamente a responsabilidade pelo curso, o CICV continuará oferecendo apoio técnico e material. Uma vez que o programa esteja implementado, estou convencida de que muitas regiões considerarão Jammu e a Caxemira como um exemplo a seguir " .