Página arquivada:pode conter informações antigas

Maldivas concede ao CICV acesso aos detidos

06-10-2004 Comunicado de imprensa 04/56

Genebra/Nova Déli (CICV) – O governo da República das Maldivas e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) assinaram, no dia 5 de outubro, um memorando de entendimento que garante ao CICV o acesso a todas as pessoas capturadas e detidas no país. O compromisso foi assinado depois do CICV oferecer seus serviços às autoridades maldivas.

Pelos termos do memorando, o CICV iniciará as visitas aos detidos em breve, com a intenção de monitorar as condições de detenção e tratamento dispensado aos detidos visando assegurar sua integridade física e psicológica. Quando necessário, a organização ajudará a restabelecer o contato entre estas pessoas e seus familiares. As constatações e os relatórios produzidos pelo CICV nestes casos são submetidos somente às autoridades envolvidas.

As visitas do CICV são conduzidas de acordo com uma série de procedimentos padrão, que inclue entrevistas privadas com os detidos escolhidos pelo CICV, repetição das visitas e registro do detidos. Em 2003, delegados da organização visitaram mais de 470 mil pessoas em aproximadamente 1.900 locais de detenção, em 90 países ao redor do mundo.

  Mais informações:  

  Caspar Landolt, CICV Nova Déli, tel. ++ 91 11 2435 4394  

  Marçal Izard, CICV Colombo, tel. ++94 11 2 503 346  

  Eros Bosisio, CICV Genebra, tel. +41 22 730 21 01