Página arquivada:pode conter informações antigas

Maldivas: CICV visita pessoas detidas após recentes manifestações

19-08-2005 Comunicado de imprensa 05/43

Genebra (CICV) – Delegados do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) começaram a visitar pessoas detidas depois dos distúrbios que ocorreram em Male, capital das Maldivas, nos dias 12 e 13 de agosto. As visitas acontecem no âmbito de um acordo assinado entre o CICV e a República das Maldivas em 5 de outubro de 2004, que garante à organização acesso a todas as pessoas detidas e a todas as prisões no país.

As visitas estão sendo conduzidas por uma equipe de quatro delegados da delegação regional do CICV em Nova Delhi. O objetivo das visitas é monitorar as condições da prisão e o tratamento dispensado aos detidos e, se necessário, ajudar a restabelecer o contato entre eles e suas famílias. As descobertas encontradas pelo CICV serão submetidas apenas para as autoridades em questão. Uma série anterior de visitas já aconteceu em abril passado.

As visitas às prisões feitas pelo CICV são conduzidas de acordo com uma série de procedimentos adotados como padrão, que incluem entrevistas privadas com os detidos escolhidos pelo CICV, a repetição de visitas e o cadastramento dos presos. Em 2004, delegados do CICV visitaram mais de 2.400 prisões em 80 países em todo o mundo, conseguindo acesso a cerca de 570 mil prisioneiros.

  Mais informações:  

  Caspar Landolt, CICV Nova Delhi, tel. + 91 11 2435 4394  

  Vincent Lusser, CICV Genebra, tel. +41 22 730 2426