Página arquivada:pode conter informações antigas

Boletim No. 16 – Terremoto no sul da Ásia

24-10-2005 Relatório de operações

Em conseqüência do terremoto no Sul da Ásia, o CICV lançou um apelo de emergência para mais recursos e está concentrando seus esforços de socorro no fornecimento de assistência médica, abrigo, comida e água para os atingidos.

  Inaugurada unidade básica de saúde do CICV perto do hospital em Muzaffarabad  

Uma unidade básica de saúde, oferecida pela Cruz Vermelha Alemã, foi aberta hoje ao meio-dia, perto do hospital de campanha do CICV no campo de críquete em Muzzaffarabad. Durante a tarde, a equipe, formada por oito pessoas, cuidou de 25 pacientes.

De acordo com a equipe médica alemã, um terço dos pacientes eram vítimas do terremoto, enquanto dois terços tinham enfermidades comuns. A equipe transferiu algumas das vítimas do terremoto para o hospital de campanha a fim de que eles recebessem tratamento especializado.

A equipe também recebeu muitos pacientes que estavam precisando de apoio psicológico ou que estavam sofrendo de distúrbios provocados pelo estresse pós-traumático. Este tema está ganhando cada vez mais relevância e as equipes médicas no local estão discutindo formas de lidar com isso.

O objetivo da unidade de saúde é realizar pequenas cirurgias e tratar o maior número de pessoas que estão com ferimentos leves ou têm doenças menos graves. Isto vai diminuir a pressão sobre os leitos hospitalares que são necessários para os feridos mais graves ou para aqueles que necessitam de tratamentos mais complexos.

  Hospital de campanha do CICV em Muzzaffarabad  

O hospital de campanha admitiu hoje oito pacientes novos. O número total de pacientes é agora 72. Dezenove operações foram realizadas hoje elevando para 80 o total de cirurgias efetuadas desde que o hospital entrou em funcionamento.

  Mais de 1.500 famílias são assistidas no vale Neelum  

Equipes do CICV forneceram hoje 4.950 cobertores e 1.210 encerados para 1.580 famílias (das quais 8 mil são formadas por apenas um indivíduo) nos vilarejos de Rajkot e Serian, no alto do vale Ghori. A ajuda foi transportada por um helicóptero do CICV.

  Preparando as distribuições no vale Jhelum  

Outras equipes transportadas por via aérea elaboraram listas de futuros beneficiários, com a ajuda dos idosos dos vilarejos em Gujar Bandi e Chinari, no vale Jhelum.

O CICV está trabalhando em estreita cooperação com o Crescente Vermelho Paquistanês (CVP) no vale Jhelum. A cooperação com a filial desta organização é excelente e o CVP está atualmente avaliando as necessidades na área de Hattian. Com o apoio do CICV, o CVP vai distribuir assistência para três grupos de povoados localizados nas altitudes mais elevadas no lado sul do rio Jhelum e responder às necessidades em Muzaffarabad.

Até agora, quase 20 mil beneficiários receberam do CICV assistência para abrigo. Sinal verde para a nova unidade básica de saúde do CICV no vale Neelum.

Após uma recente avaliação no terreno e discussões com as autoridades médicas, o CICV decidiu hoje montar uma nova unidade básica de saúde oferecida pela Cruz Vermelha Finlandesa, no vilarejo de Pattika, no vale Neelum.

A equipe da Cruz Vermelha Finlandesa voou para Pattika para discutir os detalhes com as autoridades locais e os moradores. Eles cuidaram de 40 pacientes no local e evacuaram de helicóptero três vítimas que ficaram feridas pelo terremoto, transportando-as para o hospital de campanha em Muzaffarabad. De acordo com a equipe, havia muitas pessoas com problemas psicológicos.

Em Nerpura, uma segunda equipe da Cruz Vermelha Finlandesa visitou uma comunidade extremamente vulnerável onde foram tratados 46 pacientes e realizadas cirurgias de pequeno porte em dois dos feridos. Os moradores locais também precisaram de apoio psicológico e sentiram-se mais calmos ao poder falar com a equipe médica.

  Instalações médicas no vale Jhelum e possível nova localidade para unidade básica de saúde  

A unidade básica de saúde da Cruz Vermelha Japonesa está sendo novamente enviada para outra área no vale Jhelum depois de concluir serviços médicos de emergência em Chikar.

Hoje a unidade viajou pelo segundo dia consecutivo para o vilarejo de Chinari. Ontem a equipe tratou de 60 feridos, metade dos quais crianças. Dois dos feridos foram retirados de helicóptero.

A equipe japonesa manteve contatos muito positivos com as autoridades e a população local, preparando-se para ser enviada novamente nos próximos dias.

Chinari tem uma população de cerca de 1.600 pessoas. Várias centenas de pessoas morreram após o terremoto e a infra-estrutura da cidade foi amplamente destruída. É um centro importante para os povoados em torno, onde vivem cerca de 30 mil pessoas. Muitas delas viajam regularmente para Chinari. Pessoas feridas ainda estão chegando a cidade, vindas de vilarejos mais remotos.

Tendo em vista que Chinari oferece uma oportunidade para alcançar um grande número de vítimas a partir de uma localidade central, e levando em conta que existe um posto de primeiros socorros da Cruz Vermelha Paquistanesa lá, o CICV considera que a cidade seja um local apropriado para a instalação de uma unidade básica de saúde.

  Mais informações:  

  Islamabad/Paquistão:  

    Leyla Berlemont  

Celular: +92 300 850 81 38

Telefone satélite: ++88 216 89 80 41 45

e-mailattn: L.Berlemont

(Telefone central do CICV em Islamabad: ++92 51 282 47 80 ou 282 47 52)

Idiomas: Inglês/Francês/Árabe

  Muzaffarabad/Caxemira administrada pelo Paquistão:  

  Raza Hamdani  

celular +92 300 850 56 93

Ou Helena Laatio – CICV/Cruz Vermelha Finlandesa, telefone satélite: ++88 2165 420 72 01

     

  Nova Délhi/India:  

  Caspar Landolt  

Celular: ++91 98 11 80 66 33

Telefone central do CICV em Nova Délhi: ++91 11 24 35 23 38/97 ou 24 35 43 94/95/96

Idiomas: Inglês/Francês/Alemão/Português

  Genebra/Suíça:  

  Vincent Lusser  

Celular: ++41 79 217 32 64

Idiomas: Inglês/Francês/Alemão

  Secretaria de imprensa do CICV – Genebra  

  Tel. ++41 22 730 34 43  

     

Paquistão: GMT + 5 horas; Índia GMT + 5,5 horas; Genebra: GMT + 2 horas