Página arquivada:pode conter informações antigas

Boletim No. 17 – Terremoto no sul da Ásia

25-10-2005 Relatório de operações

Em conseqüência do terremoto no sul da Ásia, o CICV lançou um apelo de emergência para mais recursos e está concentrando seus esforços de socorro no fornecimento de assistência médica, abrigo, comida e água para os atingidos.

Com pouco mais de duas semanas desde que começaram os trabalhos para ajudar as vítimas do terremoto na Caxemira administrada pelo Paquistão, o CICV – em parceria com a Sociedade do Crescente Vermelho Paquistanesa e as Sociedades da Cruz Vermelha Britânica, Finlandesa, Alemã, Japonesa e Norueguesa, já cumpriu as seguintes tarefas:

  • Retirou quase 500 vítimas do terremoto gravemente feridas com um helicóptero do CICV;

  • Instalou um hospital de campanha com 100 leitos em Muzaffarabad, oferecido pela Cruz Vermelha Finlandesa e Norueguesa. O hospital realizou mais de 80 operações nos primeiros três dias de funcionamento e no momento está tratando de 92 pacientes internados;

  • Instalou uma unidade básica de saúde em Muzaffarabad (Cruz Vermelha Alemã), onde os médicos já trataram de mais de 100 pacientes desde a abertura, em 24 de outubro;

  • Enviou equipes médicas para os vales Neelum e Jhelum a fim de tratarem localmente dos feridos ou prepará-los para a operação de evacuação. A unidade básica de saúde da Cruz Vermelha Japonesa começou a funcionar em Chikar, onde tratou de mais de 370 pacientes e está agora se transferindo para Chinari, ambas no vale Jhelum. Uma segunda unidade, da Cruz Vermelha Finlandesa, está sendo montada em Pattika, no vale Neelum;

  • Forneceu assistência de emergência inicial para mais de 11 mil pessoas, o que incluiu mais de 100 toneladas de comida (arroz, ervilhas, manteiga, açúcar, sal), 8 mil cobertores e mais de 2 mil encerados ou tendas;

  • Enviou equipes de avaliação paras as zonas remotas dos vales Neelum e Jhelum com a missão de identificar as comunidades mais vulneráveis e preparar as listas de distribuição com o auxílio dos idosos e das autoridades, a fim de preparar uma grande operação de assistência, que está agora em curso;

  • Forneceu peças de reserva, material para realizar consertos e agentes químicos para o conselho local dos serviços de água de Muzaffarabad, o que permitiu que o órgão retomasse o fornecimento de água. Forneceu canos e outros materiais para consertar vazamentos e garantir que a água chegue às principais unidades de saúde na cidade;

  • Ajudou os moradores locais a entrar em contato com seus entes queridos por meio do telefone via satélite do CICV, sempre que necessário (por exemplo, 50 moradores de Chinari, hoje) e, sobretudo, trabalhou em estreita cooperação com as autoridades paquistanesas para ajudar as crianças separadas de suas famílias;

  • Em cooperação com a Sociedade do Crescente Vermelho Paquistanesa, forneceu apoio no manejo dos restos mortais para a unidade do Exército paquistanês responsável pela coleta dos mortos, para um instituto em Islamabad e para uma organização não governamental local em Muzaffarabad; forneceu-lhes 1.100 sacos para os corpos, um container refrigerado e câmeras fotográficas para ajudar na identificação;

  • Ampliou a equipe de estrangeiros do CICV no Paquistão de 20 integrantes, antes do terremoto, para mais de 160 hoje (mais de 100 em Muzaffarabad), incluindo quase 100 médicos e profissionais de saúde;

  • Estabeleceu uma estrutura logística em conjunto com a Federação Internacional da Cruz Vermelha e as Sociedades do Crescente Vermelho, incluindo um centro logístico em Abbotabad, que recebe o apoio da Cruz Vermelha Britânica;

  • Montou uma frota de cinco helicópteros do CICV e cerca de 100 caminhões.

  Coordenação  

O CICV está coordenando suas operações humanitárias em estreita cooperação com as autoridades paquistanesa s, a Sociedade Paquistanesa do Crescente Vermelho, a Federação Internacional da Cruz Vermelha e as Sociedades do Crescente Vermelho. O CICV lidera a ação do Movimento da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho na Caxemira administrada pelo Paquistão, enquanto a Fedração Internacional lidera a ação de assistência a favor das vítimas do terremoto em outras áreas do Paquistão. O Movimento da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho também está coordenando sua ação com as agências das Nações Unidas e as organizações não governamentais atuantes na região.

  Mais informações:  

  Islamabad/Paquistão:  

  Leyla Berlemont  

Celular: +92 300 850 81 38

Telefone satélite: ++88 216 89 80 41 45

e-mailattn: L.Berlemont

(Telefone central do CICV em Islamabad: ++92 51 282 47 80 ou 282 47 52)

Idiomas: Inglês/Francês/Árabe

  Muzaffarabad/Caxemira administrada pelo Paquistão:  

  Raza Hamdani  

celular +92 300 850 56 93

Ou Helena Laatio – CICV/Cruz Vermelha Finlandesa, telefone satélite: ++88 2165 420 72 01

     

  Nova Délhi/India:  

  Caspar Landolt  

Celular: ++91 98 11 80 66 33

Telefone central do CICV em Nova Délhi: ++91 11 24 35 23 38/97 ou 24 35 43 94/95/96

Idiomas: Inglês/Francês/Alemão/Português

  Genebra/Suíça:  

  Vincent Lusser  

Celular: ++41 79 217 32 64

Idiomas: Inglês/Francês/Alemão

  Secretaria de imprensa do CICV – Genebra  

  Tel. ++41 22 730 34 43  

     

Paquistão: GMT + 5 horas; Índia GMT + 5,5 horas; Genebra: GMT + 2 horas