Página arquivada:pode conter informações antigas

CICV ajuda população na Ossétia do Sul

02-09-2008 Comunicado de imprensa 08/162

Tskhinvali (CICV) – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) distribuiu ontem artigos de higiene, utensílios de cozinha, roupa de cama e outros gêneros domésticos em Dmenisi, um povoado de mais de 700 habitantes a cinco quilômetros a leste de Tskhinvali.

Artigos similares haviam sido distribuídos no dia anterior a quase 800 moradores de Khetagurovo, a cerca de sete quilômetros a oeste da capital.

“Esses moradores foram gravemente atingidos pelos recentes confrontos”, diz Aslan Bzhikhatlov, delegado de segurança econômica do CICV. “Por isso, depois de avaliar a situação e determinar o tipo de ajuda necessária, nós os escolhemos para nossas distribuições”.

O CICV também trabalha para melhorar o sistema de abastecimento de água do Hospital Republicano de Tskhinvali, que dispõe de 400 leitos. “Em breve, pretendemos instalar tanques de água em cada andar do edifício. Caminhões levarão água ao hospital”, afirma Guy Mouron, engenheiro de água do CICV. “Vamos entregar geradores de eletricidade esta semana. Com o restabelecimento do abastecimento de água e eletricidade, a equipe do hospital poderá voltar a esterilizar os instrumentos médicos e as roupas de cama.” O CICV também ajuda o hospital a eliminar os resíduos hospitalares de forma segura.

As pessoas que não conseguiram entrar em contato com seus familiares estão pedindo ajuda ao escritório do CICV em Tskhinvali. Algumas estão ansiosas por enviar Mensagens Cruz Vermelha (mensagens breves contendo notícias pessoais e familiares) a seus entes queridos que fugiram dos combates. Outras tentam desesperadamente determinar o paradeiro dos parentes desaparecidos.

“Pessoas idosas que ficaram para trás e perderam o contato com os que fugiram são as mais vulneráveis”, afirma Laurent Fellay, chefe do escritório do CICV em Tskhinvali. “Restabelecer os laços familiares é uma prioridade do C ICV, que está pronto para organizar ou apoiar a reunificação de famílias em cooperação com as autoridades dos dois lados”. Em 30 de agosto, graças à ajuda do CICV, uma senhora idosa se reencontrou com sua família em Tblisi e um homem voltou a ver seus parentes em Tskhinvali. Em breve, o CICV espera realizar mais operações desse tipo.

O CICV tem atualmente cerca 20 de funcionários trabalhando em Tskhinvali. A organização mantém um diálogo constante com as autoridades, o que possibilita a coordenação da assistência.

  Mais informações:  

  Anastasia Isyuk, CICV Tskhinvali, tel. +7 928 230 0583