Página arquivada:pode conter informações antigas

Hungria: prêmio Justo entre as Nações póstumo conferido a representante do CICV durante a guerra

31-03-2009 Comunicado de imprensa 09/66

Budapeste / Pannonhalma (CICV) – O Embaixador de Israel na Hungria entregou hoje o prestigioso prêmio Justo entre as Nações ao bispo Asztrik Varszegi, arquiabade da Abadia de Pannonhalma no oeste da Hungria, em homenagem a Eduard Benedikt Brunschweiler, representante do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) que conseguiu abrigar refugiados na abadia nos últimos meses da Segunda Guerra Mundial. Brunschweiler morreu em 1987 aos 77 anos.

A abadia guardará o prêmio em nome de Brunschweiler.

Brunschweiler se encarregou do lugar em outubro de 1944 e o manteve sob a proteção do CICV até as forças soviéticas o expulsarem em abril de 1945. Cerca de três mil pessoas, a maioria crianças, passaram o final da guerra na abadia. Muitos eram de origem judaica. Suas vidas foram salvas pela coragem e pela atitude moral firme de Brunschweiler e da comunidade beneditina de Pannonhalma.

" Para aqueles que, como nós, estão engajados na ação humanitária hoje, a vida e o trabalho de Eduard Benedikt Brunschweiler continuam sendo uma inspiração " , disse o embaixador Jenö C.A. Staehelin, membro da Assembleia do CICV, na cerimônia. " As escolhas que ele e seus colegas fizeram e as decisões que tomaram devem nos inspirar a fazer o melhor que podemos para garantir que, no mundo de hoje também, a proteção seja estendida a todos os necessitados " .

     

  Mais informações:  

  Zoltan Toth, CICV Budapeste, tel: +36 20 249 99 86