Página arquivada:pode conter informações antigas

Líbia: CICV precisa de acesso seguro a Sirte e Bani Walid

23-09-2011 Comunicado de imprensa 11/196

Trípoli / Genebra (CICV) – Nos últimos dias, milhares de civis de Sirte e Bani Walid fugiram do feroz conflito nessas cidades, que incluiu bombardeios aéreos. “Estamos muito preocupados com as pessoas em Bani Walid e Sirte e arredores”, disse o chefe da delegação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na Líbia, Georges Comninos. “É sabido que as reservas de alimentos e de suprimentos médicos estão chegando ao fim em ambas as cidades. Estamos recebendo muitos apelos para ajudar os feridos e os civis em geral”.

O CICV precisa de contato direto com as pessoas encarregadas no terreno e precisa de garantias de acesso seguro para poder prestar assistência de forma adequada.


O CICV e o Crescente Vermelho Líbio estão fazendo o que podem para ajudar as pessoas que foram obrigadas a deixar suas casas em decorrência do conflito em Sirte. “Muitas famílias fugiram para lugares como a periferia para estar o mais perto possível de suas famílias”, disse a chefe do escritório do CICV em Misrata, Karen Strugg. “Distribuímos alimentos para mais de 800 pessoas aí”. Outras famílias decidiram continuar em Trípoli ou Misrata. Para as pessoas deslocadas em trânsito, o Crescente Vermelho Líbio montou barracas em Sdata Bridge, onde elas podem descansar antes de continuar em direção ao oeste. Elas recebem água, suco, pão e queijo. Também são fornecidos leite infantil e fraldas para as mães com crianças pequenas.

No dia 21 de setembro, uma equipe do CICV foi à área de Tinineya, cerca que 60 quilômetros de Bani Walid, para avaliar a situação de entre 5 mil e 8 mil civis que fugiram do intenso conflito na cidade. No entanto, as questões de segurança obrigaram a equipe a encurtar sua missão e voltar a Trípoli.

No dia 7 de setembro, uma embarcação do CICV ia em direção a Sirte, carregada com, entre outros artigos de assistência humanitária, suprimentos médicos suficientes para atender cerca de 200 pessoas feridas. Infelizmente, ela esperou muitas horas ao largo sem obter autorização para aportar. Está agora esperando próximo a Misrata, preparada para voltar a qualquer momento. Mas até o momento o CICV não conseguiu contatar as pessoas encarregadas.

Em sua qualidade de organização humanitária estritamente neutra e independente, o CICV lembra diversas vezes as pessoas envolvidas no conflito no terreno na Líbia, assim como as forças na Otan, sobre suas obrigações segundo o Direito Internacional Humanitário (DIH). “Este conflito ocorre em áreas urbanas povoadas”, disse Comninos. “É particularmente importante que todas as precauções sejam tomadas para evitar que haja vítimas entre os civis. Todas as partes envolvidas no conflito devem distinguir cuidadosamente entre os civis e os objetos militares e devem assegurar acesso seguro à equipe médica e humanitária”.

Mais informações:
Soaade Messoudi, CICV Trípoli, tel. +218 913 066 198
Dibeh Fakhr, CICV Benghazi, tel. +870 772 390 124 (ramal 250) ou +218 9 923 304 560
Steven Anderson, CICV Genebra, tel. +41 79 536 92 50 ou +41 22 730 20 11
Nicole Engelbrecht, CICV Genebra, tel. +41 79 217 32 17

Foto

Subúrbio de Sirte. Uma família foge dos enfrentamentos e se refugia na beira da estrada. 

Subúrbio de Sirte. Uma família foge dos enfrentamentos e se refugia na beira da estrada.
© Reuters / Anis Mili

Uma família que foge dos enfrentamentos para em um posto de controle nos arredores da cidade. 

Uma família que foge dos enfrentamentos para em um posto de controle nos arredores da cidade.
© Reuters / Anis Mili