Página arquivada:pode conter informações antigas

Península da Coreia: presidente do CICV enfatiza o sofrimento de famílias separadas há 60 anos

27-08-2013 Comunicado de imprensa 13/141

Genebra (CICV) – O presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Peter Maurer, partiu de Seul hoje no final da visita oficial às duas Coreias, durante a qual se reuniu com autoridades de ambos os países.

Durante a sua visita, Maurer reafirmou a disposição do CICV para aumentar o seu envolvimento e a sua cooperação na Península da Coreia e ampliar a sua resposta às necessidades humanitárias. Além disso, o presidente do CICV discutiu com representantes de ambos os países a questão do sofrimento ainda existente de milhares de familiares que continuam separados sem qualquer contato ao longo dos últimos 60 anos.
 

“A recém-acordada retomada das visitas familiares é um muito passo positivo. No entanto, o tempo está passando para essas pessoas. Dado o grande número de famílias envolvidas, instamos ambos os governos que façam todo o possível para acelerar o processo e aumentar o número de visitas de forma que ao longo de um período razoável de tempo todas as famílias restabeleçam o contato”, disse Maurer. “O CICV está disposto a agir como facilitador desse processo, se assim for solicitado”.
 

Na República Popular Democrática da Coreia, Maurer se encontrou com Kim Yong-Nam, presidente do Presidium da Assembleia Popular Suprema, e com o ministro da Saúde Pública, o ministro adjunto das Relações Exteriores e o diretor adjunto do Comitê pela Reunificação Pacífica da Pátria. Discutiu a possível ampliação das atuais atividades do CICV em áreas como cirurgia, reabilitação física e infraestrutura de água e saneamento. A visita também proporcionou uma oportunidade para extensas consultas com a Sociedade Nacional da Cruz Vermelha da República Popular Democrática do Coreia, o principal parceiro do CICV no país.
 

“Nos últimos dez anos, em parceria com a Cruz Vermelha nacional, o CICV ajudou a desenvolver serviços de reabilitação física de alta qualidade em dois centros, o que fez uma verdadeira diferença para as pessoas com deficiências físicas”, disse o presidente do CICV. “Mais recentemente, nos envolvemos no trabalho com os departamentos de cirurgia ortopédica em quatro hospitais provinciais, onde reformamos algumas instalações vitais. Manifestamos agora a nossa disposição para desenvolver essas atividades e prestar mais apoio na área de melhora das instalações de água e saneamento”.
 

Em Seul, Maurer se reuniu com a presidente Park Geun-hye e com o ministro das Relações Exteriores, o ministro da Defesa e autoridades da Cruz Vermelha nacional. “O nosso trabalho na República da Coreia de promoção do Direito Internacional Humanitário e de envolvimento das autoridades nas questões humanitárias mundiais vem aumentando constantemente nos últimos anos. Agora é o momento ideal para levar essa relação a outro nível”, disse Maurer, ao assinar um acordo de cooperação com o governo para fortalecer as relações e o diálogo sobre questões humanitárias.
 

Durante a sua escala em Pequim, no dia 24 de agosto, em uma cerimônia de entrega da Medalha Florence Nightingale a seis enfermeiros chineses, Maurer também se reuniu brevemente com o presidente chinês, Xi Jinping.

Mais informações:
Martin Unternaehrer, CICV Pequim, tel: +86 139 10 44 92 74
Ewan Watson, CICV Genebra, tel: +41 22 730 33 45 ou +41 79 244 64 70
Sébastien Carliez, CICV Genebra, tel: +41 22 730 28 81 ou +41 79 536 92 37

Foto

Presidente do CICV, Peter Maurer, se reúne com a presidente da República da Coreia, Park Geun-hye, em Seul, no dia 27 de agosto. 

Presidente do CICV, Peter Maurer, se reúne com a presidente da República da Coreia, Park Geun-hye, em Seul, no dia 27 de agosto.

Presidente do CICV, Peter Maurer, com o diretor do Hospital Provincial do Sul de Hwanghae e o chefe da missão do CICV na República Popular Democrática da Coreia, Jean-Luc Noverraz, durante a sua visita ao hospital em Sariwon. 

Presidente do CICV, Peter Maurer, com o diretor do Hospital Provincial do Sul de Hwanghae e o chefe da missão do CICV na República Popular Democrática da Coreia, Jean-Luc Noverraz, durante a sua visita ao hospital em Sariwon.
© CICV