Página arquivada:pode conter informações antigas

Sudão: violência ameaça civis no sul

10-03-2010 Relatório de operações

O CICV continua pressionando pela liberação de Gauthier Lefèvre, membro de sua equipe sequestrado em Darfur Ocidental, em outubro passado. Devido ao sequestro, as atividades do CICV em Darfur foram reduzidas, mas em outras partes do Sudão elas continuam normalmente.

  Apoio às comunidades pastoris em Jonglei, sul do Sudão  

A violência étnica e a insegurança alimentar continuam afetando milhares de pessoas no sul do Sudão. As comunidades pastoris no condado de Pibor são duramente atingidas. A pecuária é a principal fonte de renda da região e a taxa de mortalidade de animais está aumentando de forma constante.

Os animais – em sua maioria, vacas – são não só a única fonte de alimentos, mas também são usados como moeda. Além disso, eles representam riqueza e status para seus donos. Mas o preço do gado caiu de maneira significante nos últimos tempos. Uma vaca valia apenas um saco de 50 kg de sorgo, um valor extremamente baixo.

     

©CICV 
   
Estado de Jonglei, Sudão. Uma equipe do CICV se prepara para começar um longo dia de trabalho vacinando gado no condado de Pibor. Os animais da região foram imunizados contra as principais doenças.  
         

A perda de riqueza faz com que seja mais difícil para os pastores arcar com às necessidades de suas famílias. As drogas para tratar os animais doentes são extremamente caras ou não estão disponíveis no mercado. Consequência disso é que o gado não é vacinado desde 2006.

Para aliviar as dificuldades tanto das comunidades residentes como dos deslocados, é fundamental a melhora da saúde dos animais da região.

Junto com os Veterinários Sem Fronteira, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) lançou uma campanha para vacinar 50 mil cabeças de gado antes do início da época de chuva, em abril. A campanha tem como objetivo imunizar os animais contra quatro doenças principais, incluindo a pneumonia.

Mais de 30 mil cabeças de gado de várias áreas, incluindo o bosque acidentado e pantanoso próximo aos afluentes do rio Nilo no condado de Pibor, já foram vacinadas.

Vinte profissionais responsáveis pelos cuidados animais da comunidade participaram de um curso sobre saúde animal, patrocinado pelo CICV, e receberam kits para o tratamento e a vacinação de animais.

Geladeiras que funcionam com energia solar foram instaladas para armazenar as drogas. O objetivo é ajudar a, pelo menos, cinco mil famílias pastoras.

  CICV assiste famílias vulneráveis em Equatória Ocidental  

Em fevereiro, o CICV e o Crescente Vermelho Sudanês distribuíram alimentos para mais de 2,5 mil deslocados internos nas regiões de Bari guna e Bariabande, em Equatória Ocidental. Essas pessoas já haviam recebido artigos domésticos como cobertores, utensílios de cozinha e roupas.

Elas foram obrigadas a fugir de suas casas nos últimos meses quando grupos armados atacaram suas aldeias. Em busca de segurança e abrigo, elas deixaram grande parte dos seus pertences para trás. Muitas famílias residentes que as acolheram também receberam ajuda.

     

©CICV 
   
Estado de Jonglei, Sudão. Equipe de vacinadores imuniza uma vaca próximo a um pântano no condado de Pibor. 
         

  Água potável para deslocados e comunidades acolhedoras em Akobo  

     

Quase 20 mil deslocados em Akobo continuam vivendo em condições deploráveis. Os limitados acessos a água deixaram a maioria das pessoas sem outra opção senão retirar água diretamente do rio Pibor e, desta forma, se expor a riscos para a saúde.

Para ajudar aos deslocados e às comunidades acolhedoras em áreas propensas a conflito , o CICV decidiu melhorar o sistema de abastecimento da cidade de Akobo. Seis novos poços foram perfurados e cada um deles será equipado com um sistema de bombeamento que funciona com energia solar capaz de fornecer 50 metros cúbicos de água todos os dias.

" Quando os poços forem terminados e as bombas estiverem instaladas, cada pessoa terá à disposição 7,5 litros de água por dia em Akobo " , explicou o especialista do CICV em água e saneamento, Geert de Vries.

" Isso é suficiente para a sobrevivência e higiene básicas e preparação de comidas. Nós começaremos a perfurar em meados de março e terminaremos o projeto no final de setembro. "

Os deslocados que estão agora em Akobo foram obrigados a abandonar suas casas em abril de 2009 devido a confrontos étnicos em Nyandit, Denjok e Alale no estado de Jonglei, sul do Sudão. O CICV já deu alimentos, sementes e utensílios domésticos a essas pessoas.

  Acordo de cooperação entre o CICV e o Crescente Vermelho Sudanês  

No dia 11 de janeiro passado, foi assinado em Cartum um acordo de cooperação para 2010 entre o Crescente Vermelho Sudanês e o CICV. O objetivo principal é esclarecer os papéis e as responsabilidades de ambos os parceiros e identificar projetos de interesse comum, como por exemplo em áreas de prontidão e resposta de emergência, restabelecimento de laços familiares, água e saneamento.

O CICV também prestará assistência técnica e financeira, assim como treinamento para a equipe do Crescente Vermelho, e ajudará no programa de monitoramento.

O Crescente Vermelho Sudanês tem filiais em 23 dos 25 estados do país e planeja ampliar sua presença em todos os estados até 2011.

  Mais informações:  

  Saleh Dabbakeh, CICV Cartum, tel: +249 1 83 476464 / 65 / 66 ou +249 912 137 764  

  Nicole Engelbrecht, CICV Genebra, tel: +41 22 730 22 71 ou +41 79 217 32 17