Construção do respeito à ação humanitária e ao DIH entre "outros portadores de armas"

29-10-2010 Panorama

Os "outros portadores de armas" – grupos de oposição armados e empresas militares ou de segurança – não podem ser ignorados nos conflitos armados modernos. Eles têm assumido um papel cada vez mais ativo, às vezes muito importante, seja em distúrbios internos e em outras situações de violência ou em conflitos de alta intensidade, tais como os ocorridos no Afeganistão e anteriormente no Iraque. Tais grupos exercem grande influência no que acontece às pessoas afetadas por estas situações. Além disso, seus membros também podem se tornar vítimas de hostilidades ao serem feridos ou capturados. É por isso que o CICV se esforça por manter e fortalecer o diálogo com tais portadores de armas, a fim de garantir que estejam cientes de suas obrigações.

Sudão. Um delegado do CICV com um membro do Exército de Libertação do Sudão. 

Sudão. Um delegado do CICV com um membro do Exército de Libertação do Sudão.
© CICV / HEGER, Boris / V-P-SD-E-01934

Os "outros portadores de armas" – grupos de oposição armados e empresas militares ou de segurança – não podem ser ignorados nos conflitos armados modernos. Eles têm assumido um papel cada vez mais ativo, às vezes muito importante, seja em distúrbios internos e em outras situações de violência ou em conflitos de alta intensidade, tais como os ocorridos no Afeganistão e anteriormente no Iraque. Tais grupos exercem grande influência no que acontece às pessoas afetadas por estas situações. Além disso, seus membros também podem se tornar vítimas de hostilidades ao serem feridos ou capturados. É por isso que o CICV se esforça por manter e fortalecer o diálogo com tais portadores de armas, a fim de garantir que estejam cientes de suas obrigações.

Seções relacionadas

Relatórios

Publicações selecionadas

Revista Internacional da Cruz Vermelha

Revista sobre migração forçada